domingo, janeiro 1

AMEI, AMEI, AMEI, LEIAM POR FAVOR !


*não foi escrito por mim, só o traduzi* =)








Depoimento de um rapaz:


Certo, eu nunca fui um rapaz perfeito, e pelo meu ponto de vista eu cometi bastantes erros. 
E todas as vezes que eu perguntava: Amor, estas bem?
Ela respondia: Sim amor, estou.
Mas eu não entendia porque é que ela baixava sempre a cabeça para responder a essa pergunta.
Quando saíamos, ela vivia a olhar para o nada, distraída e muito pensativa. 
E quando estava perto de mim, olhava com profundeza os meus olhos. 
Nenhuma rapariga sentiu por mim, o que ela sentiu. 
Ela olhava para mim com outros olhos, ela preocupava-se imenso em cuidar de mim.
E eu achava-a quase insuportável pelos seus ciúmes chatos, e quando ela pegava nos meus pés então.
E o nome disso era Cuidado! O tempo foi passando, e era como se ela estivesse cada vez mais distante. E foi aí que eu comecei a ligar-lhe mais, claro, foi aí que eu fui percebi que já me causava dor.
As coisas começaram a mudar tão rápidamente, de uma maneira impossivel de parar. 
E eu perguntava-me o que se tinha passado com ela, a razão de ela andar estranha nos últimos nos meses … 
E eu simplesmente não percebia. 
Aos poucos ela deixou de procurar por mim,  comecei a desesperar … fiquei maluco.
Então os meus dias foram dedicados a uma única coisa, fazê-la feliz. 
E num dia como  todos os outros, eu liguei o pc e ela não estava onnline, achei estranho por que ao final do dia ela estava sempre ali á minha espera.
Procurei o orkut dela, e simplesmente não estava lá. Tinha desaparecido, de alguma maneira, tinha desaparecido.
E eu tentei ligar-lhe, chamava chamava e ela não atendia (…) 
E fiquei triste, e com raiva, revoltado. Simplesmente por ela ter desaparecido daquela maneira, por não me procurar, por não me dizer nada. 
Deixei meu orgulho falar mais alto e resolvi que não ía correr atras dela. 
E todos os dia eu sentia-me como se tivesse morrido uma parte de mim. 
Eu ia todos os dias aos lugares onde costumávamos ir juntos, e ela não saía da minha cabeça.
E o que mais me causava dor, era ver que ela não estava lá, a segurar a minha mão, com aquela alegria de quem ama, sussurrando ao meu ouvido o quanto me amava.
Eu nunca mais a vi, e perguntei á amiga dela: Ela está bem?
E a sua amiga respondeu: Tu conhece-la, acho eu.
Comecei a pensar em como eu a deixava sozinha, que eu podia ter-me preocupado mais com ela, ter reclamado menos e ter exigido menos dela. 
Porque hoje, pouco, nem que fosse um minutinho com ela ao meu lado, faria de mim o rapaz mais feliz do Mundo.
E na parede no meu quarto eu escrevi: Se me amavavas, porque partis-te? 
Tantas noites de insônias, tanta solidão que eu sentia. 
E lembro-me como se fosse ontem, dela nos meus braços a pedir-me para eu apertá-la com força. 
A minha vida mudou em volta disso, e tive que me habituar.
Seguir em frente, é o que fazemos mesmo quando não temos forças. 
Ninguém sabe a dor que isso me causava. 
E numa noite escura, fui à praia, onde ela mais gostava de estar, e lembrei-me do quanto aquela míuda importava para mim. 
Quando cheguei a casa, a minha mãe olhou para mim e baixou a cabeça. 
Entrei no meu quarto e lá estava escrito na minha parede, debaixo da pergunta que eu fiz: 
Eu também precisava de saber que me amavas. Pensei que ías lutar por mim. 
Porra, como é que eu consegui ser tão estúpido? 
Porque é que eu não fui atrás dela. Isso foi o pior! 
Até que um amigo me mandou um link que tinha o nome dela. Cliquei ancioso, e era o blog dela. 
Eu sempre soube que ela tinha um, mas eu nunca me preocupeiem lê-lo. 
E quando eu comecei a ler página por pagina, lágrimas corriam na minha cara. 
Se eu ao menos eu tivesse prestado atenção a todos os promenores antes, eu não teria feito ela sentir-se tão mal. 
Se ao menos eu tivesse lido como ela se sentia … Cada declaração, cada texto que ela escrevia para mim, e tudo o que ela tinha escrito ali hoje fazia sentido, e eu comecei a perceber. 
E nada que eu pudesse fazer, iria fazer as coisas melhorarem, ou voltarem a trás.
E hoje eu percebi, eu perdi-a !

2 comentários:

  1. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderEliminar